Páginas

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

COMENTAR TRABALHO DOS COLEGAS

VOU COMENTAR O TEXTO DA ARLETE E IRENE:
OLÁ MENINAS, VÁRIOS EXEMPLOS VOCÊS COMENTARAM NO TEXTO SOBRE HIPERTEXTO, ACHO QUE QUANTO MAIS LEITURA E INFORMAÇÕES MAIS CONHECIMENTOS ADQUIRIMOS. É IMPORTANTE ESTARMOS SEMPRE ATUALIZADOS , A NOSSA PROFISSÃO EXIGE ISSO. BOM CURSO COLEGAS!!!!!!!!!

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

CONCEITUANDO HIPERTEXTO

o                                                        Definição de hipertexto:
o                                                         
o                                                        -Hipertexto é o termo que remete a um texto em formato digital, ao qual agrega-se outros conjuntos de informação na forma de blocos de textos, palavras, imagens ou sons, cujo acesso se dá através de referências específicas denominadas hiperlinks, ou simplesmente links. ...

        - A habilidade de associar qualquer
lugar de um documento arquivado em
um computador com qualquer outro
lugar no mesmo documento, ou em
qualquer outro documento (local ou
remoto), permitindo rápido acesso aos
mesmos através de links navegacionais
não-sequenciais.


NOSSA DEFINIÇÃO:
São textos que podem ser lidos de muitas formas, em muitas ordens diferentes. São expressões ou palavras que formam outros textos, interagindo com as demais pessoas. Podemos dizer que hipertexto é um texto dentro de outro texto.

Hipertexto Definições

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hipertexto é o termo que remete a um texto em formato digital, ao qual se agregam outros conjuntos de informação na forma de blocos de textos, palavras, imagens ou sons, cujo acesso se dá através de referências específicas denominadas hiperlinks, ou simplesmente links. Esses links ocorrem na forma de termos destacados no corpo de texto principal, ícones gráficos ou imagens e têm a função de interconectar os diversos conjuntos de informação, oferecendo acesso sob demanda as informações que estendem ou complementam o texto principal.

1. O que é Hipertexto?

Geralmente ouvimos a palavra Hipertexto quando estamos lidando com a Internet. Entendemos que o utilizamos no contexto de "navegação" nas páginas da WEB. Encontramos links que ligam as páginas umas com as outras proporcionando uma leitura diferenciada de texto. Lemos (2002) nos apresenta uma possível definição de hipertexto:

Os hipertextos, seja online ou offline são informações textuais combinadas com imagens, sons, organizadas de forma a promover uma leitura (ou navegação) não-linear, baseada em indexações e associações de idéias e conceitos, sob a forma de links. Os links funcionam como portas virtuais que abrem caminhos para outras informações. O hipertexto é uma obra com várias entradas, onde o leitor/navegador escolhe seu percurso pelos links. Lemos (2002, pag. 130 apud Aquino, online)


Leia mais em: http://www.webartigos.com/artigos/o-que-e-hipertexto/63870/#ixzz22QmVhPRf


1. O que é Hipertexto?

Geralmente ouvimos a palavra Hipertexto quando estamos lidando com a Internet. Entendemos que o utilizamos no contexto de "navegação" nas páginas da WEB. Encontramos links que ligam as páginas umas com as outras proporcionando uma leitura diferenciada de texto. Lemos (2002) nos apresenta uma possível definição de hipertexto:

Os hipertextos, seja online ou offline são informações textuais combinadas com imagens, sons, organizadas de forma a promover uma leitura (ou navegação) não-linear, baseada em indexações e associações de idéias e conceitos, sob a forma de links. Os links funcionam como portas virtuais que abrem caminhos para outras informações. O hipertexto é uma obra com várias entradas, onde o leitor/navegador escolhe seu percurso pelos links. Lemos (2002, pag. 130 apud Aquino, online)


Leia mais em: http://www.webartigos.com/artigos/o-que-e-hipertexto/63870/#ixzz22QmVhPRf

TEXTO DE HIPERTEXTO

TITULO:  HIPERTEXTO

                É um conjunto de blocos mais ou menos autônomos de texto, apresentado em meio eletrônico computadorização e no qual há remissões associando entre si diversos elementos, de tal modo que o leitor passa diretamente entre eles, escolhendo seu próprio percurso de leitura, se seguir seqüência predeterminada.
                 Pode afetar também a forma de atuação do professor e do aluno. O professor tem parte de sua autoridade e poder de transferidos ao aluno, tornando-se mais um colaborador no processo ensino aprendizagem, que assumem características de parcerias.

Afinal, o que é Hipertexto?

Definição
O prefixo hiper - (do grego "υπερ-", sobre, além) remete à superação das limitações da linearidade, ou seja, não sequencial do antigo texto escrito, possibilitando a representação do nosso pensamento, bem como um processo de produção e colaboração entre as pessoas, ou seja, uma (re)construção coletiva.
O termo hipertexto, cunhado em 1965, costumeiramente é usado onde o termo hipermídia seria mais apropriado. O filósofo e sociólogo estadunidense Ted Nelson, pioneiro da tecnologia da informação e criador de ambos os termos escreveu:

Atualmente a palavra hipertexto tem sido em geral aceita para textos ramificados e responsivos, mas muito menos usada é a palavra correspondente "hipermídia", que significa ramificações complexas e gráficos, filmes e sons responsivos - assim como texto. Em lugar dela usa-se o estranho termo "multimídia interativa", quatro sílabas mais longa, e que não expressa a idéia de hipertexto estendido.


Hipertexto é o termo que remete a um texto em formato digital, ao qual se agregam outros conjuntos de informação na forma de blocos de textos, palavras, imagens ou sons, cujo acesso se dá através de referências específicas denominadas hiperlinks, ou simplesmente links. Esses links ocorrem na forma de termos destacados no corpo de texto principal, ícones gráficos ou imagens e têm a função de interconectar os diversos conjuntos de informação, oferecendo acesso sob demanda as informações que estendem ou complementam o texto principal. O conceito de "linkar" ou de "ligar" textos foi criado por Ted Nelson nos anos 1960 e teve como influência o pensador francês Roland Barthes, que concebeu em seu livro S/Z o conceito de "Lexia"que seria a ligação de textos com outros textos. Em palavras mais simples, o hipertexto é uma ligação que facilita a navegação dos internautas. Um texto pode ter diversas palavras, imagens ou até mesmo sons, que, ao serem clicados, são remetidos para outra página onde se esclarece com mais precisão o assunto do link abordado.
O sistema de hipertexto mais conhecido atualmente é a World Wide Web, no entanto a Internet não é o único suporte onde este modelo de organização da informação e produção textual se manifesta. 
O hipertexto permite ao leitor decidir o rumo a seguir na sua viagem pela leitura, tornando o tempo e o espaço, em relação à construção textual, flexível.
Hipertexto é uma maneira de organizar um texto de forma não linear, em que se inserem links de navegação em palavras-chaves. Esses links remetem o leitor a outros documentos de texto, a outros sites ou abrem janelas de conceitos adicionais que também podem ser hipertextuais. Nesse caso o texto, tal como o cérebro humano, assume uma estrutura não hierárquica cuja característica é a capilaridade, ou melhor, uma forma de organização em rede. O usuário ao acessar um ponto determinado de um hipertexto, consequentemente, outros que estão interligados também são acessados, num grau de interatividade que ultrapassa a barreira da leitura plana ou linear.


Conclusão: Podemos dizer que hipertexto é um texto dentro de outro texto.

Webquest

Introdução

         Perante os grandes desafios que nos deparamos em nossas escolas com a inclusão de alunos com deficiencias, e muitas vezes profissionais sem preparação para lidar com os mesmos, faz-se necessário buscar  informações e novas alternativas para ensinar e compreender este educando de uma maneira diferenciada, mas comprometida com o aprendizado dos mesmos. Mas para que este processo aconteça é importante desenvolver atividades que envolvam toda a turma em que ele esta inserido.

Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula
Estabelecer significados do tema inclusão na escola e na sociedade;
Construir pequenos jogos que deverão ser representados para a turma;
Colaborar na elaboração das atividades propondo idéias que enriqueçam o debate;
Coletar informações sobre o tema INCLUSÃO na comunidade escolar.
Duração das atividades
50 minutos
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Não há a necessidade de conhecimentos prévios sobre o tema.
Estratégias e recursos da aula
Caro Professor,
O tema  da INCLUSÃO na escola deve ser ampliado para discussão,sobretudo, na comunidade escolar, sejam docentes, alunos e funcionários.Nesta aula devemos estimular os alunos que pensem sobre o tema;participem das atividades de forma a contribuir para a discussão. Por isso, esta aula deverá ser desenvolvida na sala de aula.
Inicie a aula perguntando aos alunos o que é INCLUSÃO. Nas mais variadas definições e exemplos que os alunos derem tente contextualizar o tema abordando: sociedade - inclusão de PPNE(Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais); nível social; discriminação racial, etc. Bem, para começar está ótimo, certamente, outos temas aparecerão.
Proponho que possibilite que todos os alunos possam se expressar,porém, é importante que esse debate seja conduzido e    explorado para a preparação e execução das tarefas seguintes. Proponho que esta introdução tenha 5 minutos de discussão.

Fonte: http://www.moodle.ufba.br/file.php/8853/IMAGENS/inclusao_social.jpg
Atividade I - Inclusão x Exclusão:Organize a turma em 4 grupos mistos(meninos e meninas) e peça que cada grupo organize um jogo que deverá ser apresentado para a turma durante a aula.Porém,ao separar os grupos peça que dois desses grupos desenvolvam temas excludentes, onde,por exemplo,só os alunos que são considerados habilidosos joguem ou um grupo de amigos participe. Enquanto isso, os dois outros grupos deverão organizar jogos onde a inclusão seja preponderante na organização das atividades e, que todos os alunos tenham a oportunidade de participar. Ofereça 10 minutos para essa organização.
Atividade II - Apresentação dos jogos pelos grupos(Inclusão x Exclusão): Após a discussão, peça que cada grupo apresente os seus jogos. Cada grupo terá 5 minutos para apresentá-los.
Após a apresentação dos grupos organize uma discussão com a turma e estimule-os a discutir sobre o significado da inclusão na escola e na sociedade.

Fonte: http://2.bp.blogspot.com/_wrchTJjNGJQ/SUEbPCLSxtI/AAAAAAAAAC4/eOYEcsdftCE/s320/254.jpg
Peça-os para definirem o que é inclusão.
Peça-os que avaliem os jogos apresentados pelos grupos e escolham quais os jogos estimularam a participação coletiva e ofereceram oportunidades para todos participarem.
Pergunte aos alunos: qual foi grupo que proporcionou maiores oportunidades de inclusão nos seus jogos?
Essa discussão terá 15 minutos, mas diante da necessidade de ampliar o debate caberá ao professor oferecer outras oportunidades de discussão.
Dicas:
I - Na discussão peça que reflitam e respondam: a escola possibilita a inclusão?
Finalize esta aula estimulando-os a levantarem questões de inclusão na sua comunidade escolar perguntando aos docentes, alunos e funcionários da escola sobre o que é INCLUSÃO(na escola, na sociedade).Peça aos alunos que anotem todas as informações e complementem este trabalho trazendo as informações coletadas na próxima semana.

Fonte: http://www.ufrgs.br/tramse/tridi/uploaded_images/viva-799480.jpg
Recursos Complementares
Assista ao vídeo no site do Youtube: “Trabalho de Realidade Brasileiro Sobre Inclusão Escolar”
http://www.youtube.com/watch?v=Jcbh3EC4jIM
Avaliação
A avaliação desta aula será realizada através das tarefas propostas:
A criação e a apresentação dos jogos. Os grupos deverão apresentar por escrito a tarefa de criação das atividades que receberão uma pontuação e, as apresentações para a turma receberão outra pontuação. Ou seja, parte teórica acrescida da parte prática.
Apresentação na semana seguinte das informações coletadas na comunidade escolar sobre o tema da INCLUSÃO.

experiência em navegar livremente

EXPERIÊNCIA DE NAVEGAR LIVREMENTE
A experiência de navegar a deriva nos mostra, o grande poder das descoberta de múltiplos conhecimentos , de forma livre e descontraida pode-se conhecer o desconhecido e ampliar o que queremos pesquisar, onde a cada clik surge um novo despertar.Mas é bom ficarmos atentos na prática educacional. O professor como mediador do conhecimento deve saber conduzir , direcionar os sites aos seus alunos para uma boa aprendizagem.Mas é importante também deixar o aluno livre na busca de novos aprendizados , mas que depois o mesmo possa socializar de aluma forma oralmente ou escrito o que ele descobriu com a nova experiência. Não me perdi na navegação pois tive sucesso na pesquisa. Em termos de ganho foi uma otima experiência, experiencias no dia a dia.

Navegação pela Internet

Nos últimos tempos nunca  foi tão fácil e comodo ter informações sobre tudo e todos em questões de "clicks". Também encontramos facilidade em fazermos "amizades" com pessoas de todos os lugares. A INTERNET auxilia muitas coisas no nosso dia-a-dia, mas também, afasta o contato físico entre as pessoas. 
Navegando pelo portal do professor foi possível conhecer nossas experiências pedagógicas, e até mesmos poder aplicar na nossa ação pedagógica.

segunda-feira, 30 de julho de 2012

esperiencia de navegar livremente


1-Navegar no portal do professor nos proporcionou novos conhecimentos.
Tendo  oportunidades de conhecer novas formas de trabalho, sugestões interessantes na aquisição de novos  conhecimentos.
2-As formas que foram expostas com criatividade e diversidades.
3- Não nos perdemos, porque tivemos boa orientação, seguindo todos os espaços corretamente.


4-E com isso retornamos na página principal com êxito.
5-Sim pois toda a navegação que fizemos teve objetivo por isso pesquisamos em site que julgamos interessante e tivemos bom aproveitamento.
6-Os ganhos foram leituras dinâmicas, novas sugestões de trabalhos, dinâmicas interessantes.